Dicas de segurança no trânsito: o que você deixa dentro do carro?

Mobilidade - 9 de novembro de 2020

Você já percebeu como muita gente faz dos seus carros uma extensão da própria casa? Não são poucos os casos de pessoas que já entraram em carros que parecem verdadeiros depósitos, ainda mais quando você abre o porta-malas ou o porta-luvas. Siga a leitura no Blog Veloe e confira uma série de dicas de segurança no trânsito.

Deixar algumas coisas no veículo, como uma flanela ou uma garrafa para pegar água, é muito normal. Porém, você precisa ficar atento a alguns itens, que não são muito recomendáveis para ficar dentro do seu carro.

O que não deixar dentro do seu carro

Veja nossa lista de dicas de segurança no trânsito e lembre-se de olhar em todos os cantinhos e porta objetos do seu carro, para ter certeza que não esqueceu de tirar nenhum desses itens do seu veículo!

Remédios

Se tem um tipo de objeto que é sensível à luz e temperatura são os remédios. Ter um analgésico no porta-luvas parece uma ideia, mas bom mesmo é deixá-lo longe do seu carro. Muitos medicamentos perdem o efeito ou se tornam ruins para a saúde após receberem muito calor (o que é comum nos carros, ainda mais em um país quente como o nosso).

Se você precisa ter um remédio sempre ao seu alcance, é melhor deixá-lo na mochila, necessaire ou bolsa. Assim, você assegura que vai tomar o medicamento sem nenhuma alteração perigosa para sua saúde.

Protetor Solar

Assim como acontece com os remédios, protetores solares devem ser mantidos longe da luz e do calor. Todas as vezes em que seu carro aquece, os ingredientes dos protetores solares se tornam menos eficazes, podendo perder o fator de proteção indicado na embalagem.

Então, se você tem um vidro extra de protetor solar no carro há bastante tempo, é muito provável que ele já tenha se tornado um creme hidratante comum, com menos propriedades protetivas. Fica a dica: protetor também deve ficar na bolsa ou na mochila, nunca no seu veículo.

Óculos

Mesmo quem usa óculos só para dirigir deve evitar deixá-los no carro. As armações dos óculos são feitas de componentes que podem desidratar e perder a forma com o calor excessivo ou choques de temperatura (calor intenso x ar condicionado).

Então, se por um acaso você já pegou aquele óculos escuro que ‘mora” no seu carro e percebeu que ele estava um pouco torto, saiba que ninguém sentou em cima dele, foi o calor que alterou sua forma original. 

Garrafas de Plástico

As garrafas plásticas são feitas com elementos que liberam substâncias tóxicas e nocivas a nossa saúde, como o BPA.

Por essa razão, caso você realmente queira deixar uma garrafa no seu carro, o melhor é trocar as garrafinhas pet de água por versões de plástico livre de BPA. Melhor ainda são as de alumínio, que além de não liberar BPA, mantem a temperatura da água por mais tempo.

Lanternas e outros eletrônicos que usam pilhas

Lanternas e outros pequenos aparelhos eletrônicos mais simples precisam de pilhas para funcionar, e essas baterias não gostam muito de temperaturas altas. A ideia de ter uma lanterna no carro é atrativa, principalmente para situações de emergência, então, se você quer ter uma lanterna de prontidão, o ideal é colocá-la no carro um pouco antes da viagem!

Ah, e não se esqueça de guardar seus eletrônicos sem as pilhas para evitar que elas vazem e danifiquem os aparelhos!

Celulares e notebooks

Os fabricantes de telefones e computadores sempre listam as temperaturas ideais para usar esse tipo de aparelho, e as empresas nunca deixam de alertar também sobre o risco de deixar seu dispositivo no carro, onde ele pode ser danificado pelo calor e até mesmo sofrer danos permanentes, o que não é nada legal, se pensarmos que eles custam caro e carregam várias informações importantes do nosso dia a dia (que você pode perder em caso de pane do dispositivo).

Isqueiros e aerossóis

Sprays de aerossol e isqueiros são inflamáveis, portanto, não combinam muito com calor. Mesmo que o seu veículo esteja parado na sombra, a temperatura externa (quando alta) vai aumentar o calor dentro do carro, e isso pode gerar a combustão desses itens.

Tome muito cuidado com artigos inflamáveis dentro do carro para não ter uma enorme e enfumaçada surpresa quando chegar no seu possante.

Agora que você já sabe o que não pode ficar no seu carro, não se esqueça de tirá-los o quanto antes. Dá até para aproveitar e fazer uma limpezinha para tirar também aquelas coisas que você não está usando mais!

E aí, gostou da nossa lista de dicas de segurança no trânsito? Não deixe de assinar nossa newsletter para receber mensalmente os posts mais relevantes em seu e-mail. Siga acompanhando o Blog Veloe para mais dicas e novidades!

Conteúdos que podem ser do seu interesse