Transferência de Veículos Digital: veja como fazer!

Inovação - 28 de setembro de 2022

Você sabia? Com a nova função da Carteira Digital de Trânsito (CDT), é possível transferir a propriedade de veículos direto do celular. Aprenda como realizar o processo de maneira fácil e dispense a ida ao cartório. E o melhor: tudo isso sem nenhum custo! Separamos o passo a passo para que você saiba como fazer a transferência digital de veículos de forma rápida e prática, direto da palma da sua mão. 

Siga a leitura do Blog Veloe e saiba mais!

O que é a transferência de veículos digital?

A transferência é o processo de troca formal de proprietário de um veículo. Ou seja, quando uma pessoa passa um automóvel da sua propriedade para a propriedade de outra pessoa, ela está realizando a transferência de veículos. 

Vale lembrar que todo esse processo deve ser formalizado pelo Detran. 

A transferência de veículos costumava ser presencial, no Detran e no Cartório, exigindo alguns passos a mais como o reconhecimento de firma. Atualmente, a transferência se tornou mais fácil com o aplicativo da Carteira Digital de Trânsito! 

Com ele, é possível acessar a CNH direto do celular, com a mesma validade do documento físico, e realizar a assinatura digital. 

E os benefícios da Carteira Digital não param por aí: você pode consultar multas e infrações cometidas, situação de pontos, e claro, realizar a transferência de veículos sem sair de casa.

Veja também: Nova CNH 2022: como fica e o que você precisa saber.

Quais são os pré-requisitos para a transferência de veículos digital?

Apesar da praticidade do processo online, existem alguns pré-requisitos para a transferência digital de veículos. Acontece que essa operação só pode ser realizada por proprietários de automóveis que possuem a Autorização de Transferência de Propriedade Veicular (ATPV-e), ou seja, que tiveram seus documentos emitidos a partir de 4 janeiro de 2021. 

Além disso, tanto o proprietário quanto o receptor devem possuir cadastro no “gov.br”, plataforma que unifica os canais digitais do Governo Federal, servindo como comprovante online de identidade. Para realizar o cadastro, basta procurar pela plataforma e seguir os procedimentos de primeiro acesso. 

E atenção: é necessário também que ambas as partes possuam seu cadastro na plataforma classificado no nível Prata ou no nível Ouro. Mas como o nivelamento é feito? 

O nível Prata é concedido à pessoa física quando é realizada a validação facial no site gov.br para cruzamento de dados registrados na CNH. Ou ainda, quando o cidadão acessa a plataforma com a credencial de uma das seguintes instituições financeiras: Banco do Brasil, Caixa, Santander, Banco de Brasília, Bradesco, Banrisul ou Sicoob. 

Já o nível Ouro pode ser obtido a partir do reconhecimento facial na plataforma do governo, entretanto, diferente do nível Prata, a conferência da foto é realizada de acordo com a base do Tribunal Superior Eleitoral. 

Quais são os documentos necessários para fazer a solicitação?

Uma vez cadastrado no site do Governo Federal, será possível realizar a autenticação no aplicativo da Carteira Digital de Trânsito, em que será feita a solicitação da transferência digital do veículo. Para isso, alguns documentos são necessários!

Além dos dados utilizados no cadastro da plataforma “gov.br”, como credenciais, CPF e demais informações, é preciso que o dono do veículo que deseja realizar a transferência, possua o CPF de quem receberá o automóvel, pois será a partir deste dado que o sistema notificará o receptor.

Como solicitar a transferência digital de veículos?

Por fim, depois de realizar os procedimentos citados, chegou a hora de solicitar a transferência de veículos online. Para facilitar o processo, separamos um passo a passo simplificado:

  1. Tanto o vendedor (proprietário) quanto o comprador (receptor) devem acessar o aplicativo da CDT;
  2. O vendedor deverá clicar na opção “transferência de veículo” e informar o CPF do futuro proprietário;
  3. Será solicitada a assinatura digital do vendedor, que possibilitará a transferência;
  4. Enviada a assinatura, chega a vez do comprador fazer a sua parte: ele receberá uma notificação da transferência e também precisará assinar digitalmente pelo aplicativo.

Seguidos esses passos, o Governo Federal receberá a autorização automaticamente e os envolvidos deverão realizar a chamada “troca de garagem”, que consiste em levar o veículo até uma das empresas credenciadas em vistoria pelo Detran em até 60 dias depois da solicitação. 

A lista de empresas pode ser consultada no site do Detran de seu estado. 

Na vistoria, para que o processo seja finalizado, deve-se preencher e assinar o laudo de aprovação e concluir a transferência com o Detran. Atente-se para que o carro não possua restrições ou bloqueios, como débitos de IPVA, licenciamento ou multas não pagas, pois esse tipo de pendência pode atrapalhar a transferência.

Veja também: Recurso de multa: como fazer!

Agora que você já sabe tudo sobre a transferência de veículos online, que tal conferir mais conteúdos como esse? Acompanhe o Blog Veloe e saiba mais sobre CNH, trânsito, viagens, gestão de frota e muito mais. Acesse e confira!

Conteúdos que podem ser do seu interesse

Caminho Mais Veloe – Luiz Pardal: Grafite na Avenida Rio Branco

Mobilidade, Segurança e Meio Ambiente

A Veloe firmou uma parceria com os artistas da Dionísio Ag. para criar dois grafites incríveis na cidade. O primeiro deles foi feito na Avenida Rio Branco e o segundo, na rua da Consolação pelo artista Pomb. Confira!