Quais são os melhores indicadores para a gestão de frotas?

Controle e gestão - 28 de abril de 2022

A gestão de frotas é um desafio para muitas empresas e, por isso, é preciso definir algumas métricas para constatar que o gerenciamento está sendo feito de maneira eficiente. No post de hoje vamos falar sobre os indicadores para a gestão de frotas que podem ajudar na avaliação de desempenho da sua frota. Siga a leitura no Blog Veloe e confira!

O que são indicadores de performance?

Existem várias métricas para mensurar a performance de qualquer setor de uma empresa, que utilizam os chamados Key Performance Indicators (KPIs), que ajudam os gestores a saber, de forma concreta, o que está funcionando, o que merece mais atenção e o que precisa ser ajustado.

Mas quais são os principais indicadores para a gestão de frotas? Continue com a gente e descubra abaixo.

Quais são as vantagens de contar com indicadores na gestão de frotas?

Por trás dos números de monitoramento existe uma mina de ouro para o seu negócio! Como diz o ditado atual, “os dados são o novo petróleo”. Exatamente por isso, dados são muito importantes em uma tomada de decisão mais assertiva, além de serem um guia para corrigir falhas e identificar o que já vem dando certo. 

O resultado final do monitoramento dos indicadores na gestão é uma frota mais eficiente, entregando mais resultados positivos e reduzindo custos

Afinal, quais os melhores indicadores de performance para gestão de frotas?

Selecionamos as métricas mais usadas na gestão de frotas e os respectivos indicadores que devem ser considerados na hora de gerir os veículos da sua empresa. Confira!

Consumo de combustível

O consumo de combustível é uma das principais métricas de desempenho, pois é dele que vem o maior gasto da frota. Além das manutenções preventivas, treinamento dos motoristas e otimização das rotas, uma outra dica é avaliar qual o melhor combustível para a sua frota – etanol ou gasolina.

Existe um cálculo básico para saber: basta dividir o preço do litro do etanol pelo da gasolina. Se o resultado for inferior a 0,7, o etanol é o melhor para abastecer. Se for maior que 0,7, então a gasolina deve ser a opção. Tomando como exemplo os valores de São Paulo em abril, o litro do etanol custa R$ 5,00 em média, e o da gasolina, R$ 7,00, ao fazermos a divisão, o resultado será de 0,71 – ligeiramente acima do mínimo para utilizar gasolina.

Veja também: Álcool ou Gasolina: como escolher o combustível do seu carro? 

Quantidade de multas

Esse é um dos indicadores que não pode deixar de ser levado em consideração na hora de medir a performance da sua frota. Além de não ser um custo “fixo” da empresa, ele acende um alerta para os motoristas reincidentes e precisam de uma reciclagem sobre direção defensiva, por exemplo. 

Com esse controle, o gestor de frota consegue entender os padrões de comportamentos inadequados que podem gerar problemas maiores para a empresa e para o motorista, como acidentes.

Veja também: O que é Telemetria Veicular? 

Manutenção do veículo

De acordo com o Atlas da Acidentalidade no Transporte Brasileiro, foram cerca de 3,7 mil acidentes causados por falhas mecânicas em 2020 e mais de 7 mil pessoas foram envolvidas nesses incidentes. Todos eles poderiam ter sido evitados com a manutenção correta (e simples) do veículo. 

Os gestores de frotas precisam estar atentos à conservação dos carros. Os custos também podem ser considerados um dos maiores dentro do orçamento do setor e são fundamentais para entender as falhas mais frequentes nos veículos de uma frota.  

O ideal é monitorar qual o carro, o motorista e se foi feita a manutenção corretiva ou preventiva para utilizar como base de dados de problemas mais recorrentes da frota e criar um plano de ações para minimizá-los. Também é importante registrar o tempo de ociosidade dos carros.

Outros KPIs utilizados

Além dos KPIs que citamos, há uma métrica bastante utilizada na gestão de frotas: a sinistralidade. O indicador ajuda a ter visibilidade do número de cargas roubadas, caso sua empresa trabalhe com esse tipo de transporte. 

Com o cálculo do prejuízo, é possível identificar o impacto nos resultados da empresa e fazer um melhor controle dos dias, horários, veículos e rotas para evitá-los.

Gestão de Frotas é na Veloe!

Para ajudar os gestores de frotas, o App e Portal Minha Frota oferecem total controle e gestão das despesas automotivas. Ao abastecer com os cartões Alelo Frota, você tem controle sobre o uso, acompanha indicadores e ainda pode configurar as regras de utilização do cartão da forma mais adequada para sua empresa. Sua gestão de frota mais eficiente.

Além disso, a Veloe disponibiliza serviços que facilitam o gerenciamento no dia a dia, como:

  • roteirizador que mostra para o gestor, ao longo do trajeto escolhido, os preços de todos os postos credenciados;
  • gestão inteligente de manutenção, que facilita o controle das manutenções preventivas e corretivas dos veículos;
  • recolhimento de notas fiscais, para empresas que se beneficiam da restituição de ICMS;
  • gestão de documentos e multas. 

Alelo Frota é aceito em mais de 30 mil estabelecimentos comerciais pelo Brasil, incluindo: postos de combustível, serviços automotivos, estacionamentos e lava-rápido.

E aí, gostou do conteúdo? Para mais dicas e informações sobre mobilidade e novidades continue a leitura no Blog Veloe.

Conteúdos que podem ser do seu interesse