Evasão de pedágio: multas e penalidades

Controle e gestão - 25 de novembro de 2021

Você sabia que existem no Brasil cerca de 75 concessionárias que cuidam de 20.292 de km de rodovias? São, aproximadamente, 376 praças de pedágio em todo o país, mais de 180 só no estado de São Paulo, de acordo com levantamento mais recente da Associação Brasileira de Concessionárias e Rodovias. Muitas delas sofrem com a evasão de pedágio. Não sabe o que é? Siga a leitura no Blog Veloe que nós vamos te explicar!

O que é a evasão de pedágio?

Evasão de pedágio é quando o condutor do veículo atravessa um pedágio sem efetuar o pagamento. Isso pode acontecer de duas formas: 

  1. quando o motorista aproveita o pagamento do veículo da frente e “cola” nele para passar junto;
  2. quando o motorista passa pela cabine em alta velocidade, quebrando a cancela. 

Evasão de pedágio: crime ou infração de trânsito?

Diferentemente do que muitos pensam, a evasão de pedágio não se configura como crime, mas como infração de trânsito. O motorista pode ser autuado de duas maneiras: ser parado pela Polícia Rodoviária, que registra a multa na hora; ou pelas câmeras de vídeo e funcionários da via pedagiada – e nesse caso, a notificação chegará no endereço do proprietário do veículo flagrado. 

Valor da multa por evasão de pedágio

De acordo com Código de Trânsito Brasileiro, o motorista será enquadrado na infração prevista no artigo 209: “transpor, sem autorização, bloqueio viário com ou sem sinalização ou dispositivos auxiliares, deixar de adentrar às áreas destinadas à pesagem de veículos ou evadir-se para não efetuar o pagamento do pedágio”, que é considerada infração grave, com multa no valor de R$ 195,23 e 5 pontos da CNH do condutor.

Como recorrer à evasão de pedágio?

Existem formas de recorrer à multa de evasão de pedágio, tanto para o motorista autuado pessoalmente, quanto para o condutor que recebeu a notificação em casa. 

Com o recebimento da multa, o condutor ou dono do veículo tem direito aos recursos administrativos, para evitar as penalidades legais. É preciso avaliar o documento e verificar se há algum erro nas informações como data, hora, local, descrição da infração e especificação do veículo. Se alguma informação não bater, a defesa pode ser prévia. 

Além disso, se existir algum motivo relevante para o motorista ter evadido o pedágio, como por exemplo, o fato de estar socorrendo alguém que precisava de atendimento médico o mais rápido possível, é necessário que se apresente documentos que comprovem tal argumentação. 

É preciso estar atento também ao prazo de defesa, que corresponde de 15 a 30 dias a partir da data da notificação. Caso o motorista seja multado quatro vezes em um ano, ele terá a carteira suspensa e ainda terá que pagar uma multa de R$ 780,92.

Adesivo (tag Veloe): mais praticidade nas estradas

Não quer se preocupar na hora de pagar o pedágio? Com o adesivo (tag Veloe) você garante passagem livre pelos pedágios. O nosso sistema de leitura usa quatro bases: o adesivo em si, instalado no para-brisa, antena instalada na pista do pedágio, sensores instalados na pista automática do Pedágio e integração da Veloe com a Concessionária que opera a rodovia. Com esses quatro pontos, é feita a leitura do adesivo e a identificação da liberação do seu veículo automaticamente. 

Você pode escolher fazer o pagamento de duas formas: recarga automática ou pós-pago.

 Com a recarga automática, você faz o valor da sua primeira recarga e as próximas serão feitas automaticamente no mesmo cartão de crédito das bandeiras Elo, Visa, Mastercard, American Express ou pelo cartão de débito Alelo Mobilidade e Alelo Multibenefícios, sempre que o saldo estiver acabando. No pós-pago, após o uso mensal, você recebe sua fatura e paga com débito em conta ou com cartão de crédito. 

A Veloe também está presente em mais de 600 estacionamentos de rua, shoppings, aeroportos e centros comerciais.

Quer ficar por dentro do mundo da mobilidade? Confira mais no Blog Veloe!

Conteúdos que podem ser do seu interesse