Cuidados para abastecer carro com segurança

Controle e gestão - 18 de agosto de 2021

Abastecer o carro é algo rotineiro para muitos motoristas, mas alguns cuidados necessários passam desapercebidos neste momento. É preciso muita cautela nesta ocasião e algumas atitudes simples são essenciais para aumentar a vida útil do carro, economizar combustível e até evitar acidentes.  No post de hoje vamos dar algumas dicas para manter você e seu carro em segurança na hora de abastecer.

Conheça o consumo de combustível do seu carro

É imprescindível que você entenda o consumo de combustível do seu carro, pois, além de ajudar a economizar com a melhor performance, você ainda pode identificar algum problema mecânico se perceber um consumo maior que o habitual.

Saber quanto o seu carro consome também é importante para percursos mais longos, como viagens, assim, você consegue fazer um planejamento com mais eficiência e manter a sua viagem segura. O cálculo do consumo ajuda também a analisar se faz sentido trocá-lo  por um modelo mais econômico.

Para calcular quantos quilômetros por litro o seu veículo está consumindo, basta dividir a quilometragem rodada, pelos litros consumidos. Para garantir uma avaliação mais precisa, utilize a regra abaixo para realizar o cálculo:

  1. Encha o tanque e anote com quantos litros foi abastecido;
  2. Marque a quilometragem na hora do abastecimento;
  3. Ande com o carro normalmente, até que o tanque se esgote por completo;
  4. Quando voltar a abastecer, anote a nova quilometragem.

Mitos e Verdades na hora de abastecer

Muitas pessoas se questionam se é mito ou verdade as orientações sobre desligar o celular e não fumar na hora de encher o tanque.

O problema de usar o celular em um posto de combustível é que as fontes de ignição, que podem ser geradas pelo uso do celular, podem gerar temperaturas suficientes para iniciar o processo de combustão nos gases inflamáveis que são liberados pelas bombas durante o abastecimento. Porém, existe quem defenda essa tese e quem defenda que que os celulares utilizados hoje em dia têm uma baixa voltagem, e por isso dificilmente teria a capacidade de causar uma explosão. Na dúvida, ter cuidado e atenção redobrada é essencial.

Já no caso do cigarro, isqueiro ou fósforo, estes sim são extremamente perigosos, pois o fogo produzido por eles é altamente inflamável perto de álcool, gasolina, diesel ou etanol.

Não deixe o seu carro na reserva

Se você tem o hábito de sempre deixar o carro na reserva de combustível, temos uma má notícia: esse hábito é muito prejudicial ao seu veículo. Circular com o veículo por muito tempo na reserva permite a entrada de ar no sistema de injeção e isso pode fazer com o que o carro pare, mesmo depois de abastecido. Também há a possibilidade de superaquecimento da bomba elétrica, que fica dentro do tanque, já que ela é refrigerada pelo próprio combustível, e ainda, de entupimento dos filtros e bombas, com as sujeiras que possam se acumular no fundo do tanque.

Além de todos esses males, você ainda corre o risco de ter uma pane seca, ou seja, seu carro para de funcionar por falta de combustível, o que pode ser muito perigoso, podendo ocasionar um acidente de trânsito e por te deixando vulnerável à furtos e roubos. Além disso, a pane seca é considerada uma infração média, prevista no Código de Trânsito Brasileiro, com multa de R$ 130,16 (cento e trinta reais e dezesseis centavos), perda de 4 pontos na carteira e remoção do veículo.

E lembre-se, abasteça o carro somente em postos confiáveis, pois a qualidade do combustível influencia diretamente no funcionamento do seu veículo.  Combustíveis adulterados podem trazer problemas instantâneos como falhas no funcionamento do motor, dificuldade para ligar o automóvel e perda de potência, aumento na emissão de fumaça e também a longo prazo, como travamento de válvulas e acúmulo de resíduos no motor, podendo até mesmo o fazer fundir.

Para isso, duvide de postos que oferecem preços muito abaixo dos praticados no mercado, confira se as bombas tem lacres e selos do Inmetro, verifique a procedência do combustível e, se ainda restar dúvidas, você pode solicitar ao frentista o teste de proveta ou do teor alcóolico. Todos os postos são obrigados a fazer, de acordo com resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP). 

Encha o tanque até a bomba desarmar

Nada de encher o tanque “até a boca”, hein! É importante respeitar o primeiro clique da bomba e não colocar mais combustível depois disso, pois essa ação pode ser perigosa tanto para o veículo, quanto para as pessoas envolvidas no abastecimento, por conta da  exposição ao gás benzeno, seja por inalação ou contato direto, que é prejudicial à saúde por ser altamente tóxico e cancerígeno.

Para o veículo, essa prática pode causar problemas no cânister, um equipamento que tem a função de captar e reter o vapor do combustível quando o veículo estiver sendo abastecido, e que, ao ter contato com o combustível líquido pode desprender fragmentos de carvão que podem entupir outros componentes do sistema de combustível. E ainda, pode danificar a pintura, já que o tanque completo além do indicado, ao entrar em contato com o calor do ambiente, faz com que o volume do combustível expanda e o líquido vaze.

Dúvidas comuns ao abastecer carro

Álcool ou gasolina?

Os motoristas tem sempre essa dúvida na hora de escolher etanol ou gasolina para abastecer. Aqui esclarecemos como você pode calcular o combustível mais vantajoso.

O cálculo básico para se descobrir se o álcool é vantajoso ou não em relação à gasolina é simples, basta dividir o preço do litro do etanol pelo da gasolina. Se o resultado for inferior a 0,7, o etanol é o melhor para abastecer. Se for maior que 0,7, então a gasolina é melhor.

GNV é seguro?

O gás natural veicular é considerado muito seguro, desde que a instalação do kit e a manutenção sejam seguidos à risca, caso o contrário, o gás pode sim ocasionar uma explosão.

O kit de GNV tem que seguir o padrão homologado pelo Inmetro e é de extrema importância que as manutenções sejam feitas de forma correta e na periodicidade recomendada. A negligência com a manutenção é a grande causadora de acidentes.

 

 

Conteúdos que podem ser do seu interesse